Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 15 de janeiro de 2012

HOMENAGEM AO MEU PAI

   Meu pai se chamava Vicente Ferreira Lima, nasceu no Distrito de Varzea-Alegre, no dia 17/08/1915. Era um homem simples, sem estudos, porém agraciado pelo Poder do Espírito Santo de Deus, pois tinha o dom da cura. Quando falo cura era cura mesmo! Meu pai não era católico praticante, lembro-me que ele já velho, aconselhado pelos amigos se confessou apenas uma vez com Padre Ricardo amigo dele, era amigo de muitos Padres; na minha infância lembro-me bem de Padre Raimundo Nonato, que ia lá  em casa todos os dias, con-
versar com ele, pegar verduras, frutas, etc.
    Meu pai nunca foi benzedor nem rezador, ele receitava da mesma forma que os médicos receitam, pegava no pulso, media pressão e ao olhar para a pessoa diagnosticava logo o que ela tinha! se fosse pedra na versícula, problema renal, doenças sexualmente transmissível, Cancer, tuberculose, diabete hipertensão problemas cardiácos sérios, ele dizia logo, se o problema fosse de cunho operatório ele encaminhava logo a pessoa para um hospital, se com medicamentos alopatas fosse resolvido, ele transcrevia o medicamento. Sabia ler e escrever, mais muitas vezes pedia a mim para transcrever os medicamentos que ele passava! Se o caso não tivesse cura ele chamava a pessoa que acompanhava o paciente e dizia.! era certeza podia ir para onde fosse que não escapava. Acompanhei muitos casos tristes de pessoas que não tinha mais jeito, mais também acompanhei muitos casos e foram em grande maioria que ele curava para graça e honra de Jesus Cristo. Mais como já falei ele não era católico praticante. Era uma pessoa de temperamento, difícil, instável, falava baixo e pouco..... Era muito severo com nós os filhos em número de oito quatro homens e quatro mulheres.
   Pois bem, era considerado Clinico Geral, mais quem mais ele salvou com a graça de Deus foram as  crianças, eram muitas que o buscavam, vinham de diversos lugares, dos sitios distantes, a cavalho, a pé, de bicicleta, de carroça, de jumento, Jipee, Rural, todo tipo de transporte o importante era ser atendidos por ele, pois não saiam sem resposta e 90% dos casos era cura total., não tinha horário, muitas vezes estáavamos dormindo e era acordados por pais desesperados com seus filhos a beira da morte, e ele atendia prontamente, e muitas vezes eu estava do seu lado, ainda criança, adolescente, mais ele chamava e ai de mim se não fosse! Existem no meio de tantos casos, existem dois que nunca esqueci, um foi uma criança de 10 anos que havia sido mordida por um cachorro com raiva, lembro-me bem, meu pai chorou e disse porque não vieram no dia ou até 10 dias se lembro bem, após o ocorrido, ( frase dele meu Deus eu não posso fazer nada), era noite, o menino espumava olhos vermelhos, febre muito alta, lembro que todos nós choramos, pois ele disse não dar mais tempo para nada, antes de vocês chegarem em casa ele morrerá! e de fato aconteceu... Outra que lembro bem foi um menino lindo filho de Joca, que foi acometido por crupe( dificteria) uma doença que dar na garganta, essa criança morreu de mão em mão sem fôlego e eu la olhando, sem entender direito.
  Outra que faleceu com uma doença que chamavam de barriga dágua, nesse momento não lembro o nome ciêntifico, já contava se não me engano com 9 anos de idade!
   Meu pai também tratava  das mulheres grávidas, e todos os partos da minha mãe que foram 10 tendo morrido apenas dois, recém nascidos, ele acompanhava junto com a mãe dele e a parteira.
    Era bastante inteligente, raciocínio rápido, porém muito bruto, não tinha muita paciência quando as pessoas não entendiam o que ele falava e falava muito rápido! Adorava seus filhos quando pequenos assim que nascia ele já passeava pela casa com a criança nos braços dançando músicas de Luis Gonzaga cantou que ele gostava muito. Eu achava interessante ele bem alto com meus irmãos bem novinho olhinhos fechados, carregados pelos braços dele! e ainda dançando..... Ví muito isso pois depois de mim nasceram  06 sendo que como já falei acima, dois morreram ao nascer!
   Viveu 96 anos, e ainda estava lucido.
   Obrigada pai por ter salvado minha vida do sarampo, catapora, bexiga, caxumba, tosse comprida como era chamada, nessa época la em casa era cheio direto de pais com seus filhos doentes. Lembro-me também que aos 16 anos tive um problema muito sério na garganta, a febre era tão alta que eu não conhecia mais ninguém lembro dele segurando no armador chorando e dizendo, meu Deus minha filha já moça vai morrer!
    Depois ele diagnosticou uma provável minnigite. Tratou-me e hoje estou aqui escrevendo essa história.
    Ainda hoje encontro enfermeiras formadas, médicos, advogados, olftalmologistas, economistas, professoras, escritores, promotores de justiça, Juiz, que passaram pelas mãos dele, e quando iam para ele muitos os médicos formados já haviam desenganados.
     Ele ficou tão conhecido na região Lavras, Mangabeira, Varzea-Alegre, Quitaús, Granjeiro, e todos os Distritos, que muitas vezes os médicos perguntavam aos pais já foram la em Vicente Lima? e quando a resposta era não eles diziam pois vá, e o pessoal ia, e dava certo.
     Pai que Jesus Cristo, possa amenizar o teu sofrimento nesse momento, pois sofrestes muito já agora no final da vida, sem poder andar, sem ver por causa da catarata, que o Senhor não quis operar, na época certa quando fizemos de tudo para faze-lo! Pois o Senhor dizia eu não tomarei anestesia jamais. E foi feito a sua vontade.
     Que Jesus que é misericordioso tenha piedade do Senhor, que o coloque perto do seu filho, pois não conheço os mistérios de Deus! Mais tenho fé, e para mim basta a fé.
      Que Jesus te salve. m i s e r i c ó r d i a !!!!!!
Tua filha,
Marlene Lima de Sa Barreto.

2 comentários:

  1. NOTA IMPORTANTE FALECEU NO DIA 13/01/2012 AS 12HS E 14M NOS BRAÇOS DOS FILHOS: mRIA EMILIA, RONALDO E MARCOS TADEU O CAÇULA ANJO DA GUARDA DO MEU PAI, POIS CUIDOU DELE ATÉ NA HORA DA MORTE.
    PARABÉNS MARCOS TADEU, VOCÊ É UM ANJO!!!!!!
    BEIJOS
    SUA IRMÃ
    MARLENE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tia Marlene fez uma síntese muito boa do que foi Pai Véi, porém é bastante difícil sintetizar Vicente Ferreira Lima, meu avô, em poucas palavras. Só digo que foi um homem extremamente importante para todos nós. Tinha um dom como poucos têm, e isso, aliado à sua personalidade forte, o fez o homem diferenciado dos demais.
      Sinto-me orgulhoso por ser seu neto.
      Rodrigo Lima.

      Excluir